Seria o Ócio um Pecado…

E se ao olhar pela sua janela, essa seria a primeira pergunta, o que é que você estaria enxergando… de outra forma, aquilo que está lá, é o que é a verdade sobre o que é… Havia uma única cor escura e espessa. Tomava conta de tudo e dava para ver, de tempos em tempos uns pontinhos brilhando, como algo ganhando vida com uma explosão suja e voraz… aqui, ali, e em todos os lugares em que a vista alcança, os fulgores vinham e iam, voavam em todas as direções possíveis de se imaginar; ele disse dimensões, foi o que eles entenderam, ou era o que estava escrito nos apócrifos escritos pelos antigos humanos… seriam então pequenas janelas amareladas contando histórias distintas de personagens estranhos à nossa realidade, contudo com um maneirismo tão próximo ao nosso, que dava para confundir, se não fossem os detalhes de cada espécie… em um tempo não linear, onde apenas em nossa singular ignorância reinavam a paz e o amor, vivido de uma forma sequencial. Eles chamavam isso de “viver uma vida”, e os outros, bem, davam nomes diferentes para essas situações, um deles era “preguiça”…

Autor: pericles

Uma pessoa apaixonada por artes em todos seus âmbitos, um artista, um professor, um escritor entusiasta desenhando com letras! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s