Relações…

Hmmm a vida não é nada romãntica ou é só a solidão… Ele estava vivendo uma vida bem simples, sem compartilhar com ninguém seus momentos, suas ideias, suas coisas. Contudo estava bem, não era como antes que parecia haver um buraco imenso e que necessitava urgente de tampá-lo; e foi nesses tempos, com os anos passando rapidamente, e às vezes com aquela noção de que está lento pois é bem vivido também, que percebeu que assim eram todas as pessoas com suas escolhas que ocasionalmente lhe deixavam um tanto confuso. Havia aquela amiga que vivia com namorados, terminava um relacionamento e entrava em outro com a mesma vontade, entrega, desejo, chegava até a ser infantil, pois só mudava o personagem com quem estava, já a história seguia à mesma. Claro que quando você é o protagonista de sua história e quer ter alguém para participar consigo dessa sua narrativa, que também em alguns momentos será protagonista, e você o coadjuvante e no cinema gostam de chamar de figurante, no entanto com uma certa importância para todo o contexto. Uma vez ouviu uma outra amiga perguntar, depois de um breve relacionamento de um mês o motivo de ter vivido o que viveu com aquele outro cara. As pessoas procuram alguma coisa mística, alguma razão etérea para suas escolhas, para viver suas aventuras e caso elas fracassem, usam de desculpas a conjunção astral desalinhada, ou o vício em coca-cola, ou as roupas penduradas na janela que não agradam em nada os vizinhos daquele bairro chique.

Outra ideia bacana percebida e agora aprendida, apesar de não saber como praticá-la (existe uma necessidade talvez de outros textos para sempre alinharmos essas ideias de TEMPO), pois as coisas acontecem no tempo em que acontecem, e não dá para prever nenhuma ação ou reação, no momento em que aquela coisa acontece, então você simplesmente só vive o ato. O faz e de verdade uma dica bacana é, sempre fazer com prazer, mesmo que seja algo que não está afim, por que assim pode-se acabar rápido (de novo uma explanação sobre o tempo e suas diversas facetas, pois eles se misturam e nos confundem, já que só o entendemos de forma linear, mesmo que vá para trás…) As histórias das pessoas e a nossa escolha de participarmos ou não, e as escolhas alheias de como participaremos ou não (isso também vale para nós mesmos), tudo isso formando uma sociedade com uma enorme dificuldade em se comunicar com palavras faladas e escritas, com símbolos esquisitos para uns povos ou outros, como podemos nos relacionar de boa, e conversando, será que eles conseguiriam se entender e formar um “novo tipo” de casal, ou de relacionamento.

Ele e ela acreditavam muito nisso. Já vinham se relacionando há anos e falando sobre isso, trocando ideias e experiências, um vivendo o protagonismo do outro, o antagonismo e a figuração. Tudo ao mesmo tempo sendo cambiado, namorados e namoradas, amizades coloridas, ficantes, casamentos reais de esposas e maridos, e amantes é claro, e mais e mais namoros entre oito bilhões de habitantes nesse exato momento, e as antigas regras cerceando os caminhos em pleno século vinte e um, ele se perguntando cadê os carros voadores e os teletransportes, e ela lhe aparece atrás de uma pilastra em um desses edifícios ultra modernos e gigantescos, àquele cenário futurista e caótico pintando tudo de forma simultânea em tons de pretos e luzes ofuscadas e amareladas, usando uma roupa tão colada que mais parecia uma fantasia desses heróis de filmes hollywoodianos e ele se apaixona de novo e de novo e de novo…

Autor: pericles

Uma pessoa apaixonada por artes em todos seus âmbitos, um artista, um professor, um escritor entusiasta desenhando com letras! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s