Abstrato…

Para mim o meu abstracionismo enquanto artista está muito mais no plano da criação, e no processo mental que se faz, pois não sei explicar como se dão os movimentos, porém sei quais deles preciso usar para fazer tal coisa e obter tal resultado. No entanto a abstração em si, talvez venha mais na dança, quando solto o corpo e deixo o esqueleto balançar sem nenhuma preocupação… Já ouvi até que a minha maneira de dançar é geométrica… Existem abstratos geométricos? Em termos de formas isso é algo perigoso pois o quadrado é quadrado e o triângulo é triângulo, como abstrair algo que é? Já nas artes plásticas, principalmente com pintura, o pincel escorre pela tela ou pela parede, a criatividade está a mil, a cabeça não para até terminar de executar, só que a grande sacada é que existe um certo “controle”, se é que isso realmente é possível, porém a forma de feitura, está mais presa, dentro da sua performance corporal. Uma vez conversando com uma artista que pensei ser uma pessoa amiga, me disse que eu precisava ter essa experiência de criar sem me preocupar com o “traço”, o meu. E até mesmo sobre o resultado final da obra. Na verdade com tinta isso se faz mais fácil mesmo, pois são apenas cores, ou ainda que seja preto e branco, é mais fluido pincelar, quase como um ballet. Quero abstrair, preciso, acredito que é mais que meditar, é como entrar em transe, deixar a mente conectada fisicamente e intimamente com o cheiro da tinta, a leveza do movimento, a maciez dos pincéis, e como as cores transmitem emoções fortes e concretas. Uma propriedade da arte, é que não consigo gostar de Duchamp e sua “privada” de cabeça para baixo. Não é qualquer coisa que pode ser arte, e para eu aceitar a obra dele, imagino que seria mais como uma crítica, exatamente assim, não é qualquer coisa que pode ser arte, portanto… O falso controle empolga por que a técnica é precisa. Você sabe como faz um círculo a mão livre? Sabia que as ligações do nosso corpo em seus movimentos puros fluem as formas básicas sem nenhum esforço. Se você girar seu braço, vai obter um círculo e isso acontece também com os dedos das mãos. Técnica é algo maravilhoso, pois creio que para conseguir uma abstração alucinada como se tivesse usado algum tipo de componente que te ligue com os sentidos etéreos e universais, esse procedimento é como o ingrediente de uma fórmula mágica, funciona também como a desconstrução de alguma coisa, se você sabe como é, vai desmontar e montar do seu jeito e vai pintar o sol de azul.

Autor: pericles

Uma pessoa apaixonada por artes em todos seus âmbitos, um artista, um professor, um escritor entusiasta desenhando com letras! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s