Estudo da Maneira Humana…

Seres humanos. Homo sapiens. Muita fumaça nos pulmões. A saturação faz com que o ar que soltamos tenha um cheiro inebriante. Segundo as ciências dizem, a antropologia é o estudo dos homens em todas as suas dimensões, na totalidade. Mulheres idem. Não sei por que ou quem acreditou que separar os gêneros nos fariam melhores ou sei lá, diferentes mesmo sendo de uma mesma espécie. A tal maravilha de termos “consciência”, nem sei se é tão bom assim, poder pensar e pensar no que fazemos enquanto espécie “dominante” no planeta. Dominante do que?

Ele flertou com ela a noite inteira. Ela devolveu na moeda idêntica. Interesse. É assim que vamos nos socializando nesse mundo disperso e poluído de gente. Então temos que ser pessoas interessantes, e procurar estar com pessoas interessantes. É esse interesse todo que nos faz especial, nos coloca acima das loucuras cometidas por aqueles que não entendem que o interesse é algo positivo, usado de maneira “consciente”, para uma troca mútua de bondade e prazer.

A geração de filhos dos baby boomers (esses são os filhos das guerras) está mais desorientada do que o habitual. Parece-me que o que nos ensinaram não estava totalmente correto. Aliás como tudo o que aprendeu-se, e continuamos a aprender, e replicamos informações e processos estranhos de se pensar, onde já se viu, você é obrigado a trabalhar e pagar por coisas que nem sabe o que realmente são, de onde vem e pra onde vão. Ele só queria ter uma chance de poder conversar com ela e não ser algo constrangedor.

No entanto os valores deturpados por “n” razões de ser, como faz agora para encaixar alguma coisa, para não ser “machista”, não ser “sem atitude”, não ser nada para não incomodar as pessoas… Não ser ninguém? Quando você atinge uma certa idade, de verdade, parece que ligam uma chavinha dentro de algum lugar no coração ou no cérebro, ou uma combinação dos dois. As pessoas acham que os velhos estão loucos, “eles falam o que vem na cabeça, não tem noção”… Ou tem até demais, e por isso que a sinceridade é tão normal para alguns e não nos afetamos de ouvir as verdades que nos são ditas, por que viver de aparência, desculpa, não somos todos atores, não dá para fingir ser quem não sou, e ela… Ah cara, ela é uma mulher mais velha, sem frescura, sem vergonha e com muita atitude, justamente por que sabe que é isso que quer e vai!

Pegou uma carona rápida, não rolou nenhum beijo, nenhum assunto direto, porém os dois sabiam, é num próximo encontro, em um mundo caótico de pessoas insanas preocupadas demais com o que você está vestindo ou com seu título de trabalho… Ou seu nome e sobrenome, por que isso também é um título, “fulano beltrano” médico! Os dois caíram na risada e se divertiram muito. Ela dançou olhando para ele, ela sabia que ele estava curioso, que estaria olhando, e ele olhava, e esse foi o jogo, interesse. Te quero e você me quer, mas sabemos que temos tempo, o mais louco é isso, ou na real, não que temos tempo, mas sabemos como manejar esse movimento, num próximo encontro, numa próxima aventura amorosa.

Autor: pericles

Uma pessoa apaixonada por artes em todos seus âmbitos, um artista, um professor, um escritor entusiasta desenhando com letras! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s