A papisa

Conta a história da vida, que havia uma mulher de plena sabedoria que ficava sentada em seu trono em frente a um grande portal. Algumas pessoas que lhe pediam auxílio, o recebiam, de forma duvidosa, pois ninguém tinha certeza se queria mesmo atravessar o portal. Ela segurava um livro grande, com a capa adornada e com muitas e muitas páginas. Sempre que alguém chegava para se aconselhar, ela abria o livro, contava uma história, e fechava o livro. Os ensinamentos são longos, caminham por toda a vida. Não pode me perguntar algo que terá uma resposta direta, pois não existe o sim, não existe o não. Apenas a sua experiência que te levará através do portal.

Uma vez recebeu a visita de um jovem. Ele, um viajante, carregava uma trouxa em seu ombro e estava perdido segundo as pessoas que olhavam para ele. Suas roupas esfarrapadas, que não combinavam em nada, sugeriam que era um mendigo. Porém ele sempre falava, sou um andarilho, sou um viajante, estou em busca de algo, mas ainda não descobri o que… Foi assim que chegou até A Papisa. Ela lhe sorriu delicada, e abriu seu livro contando uma história de coragem, de força, no entanto como todas as outras, de duvidas que somente com paciência poderia-se superar. Como viajante ele não temia o desconhecido, havia visto muitas cidades, conversado com muitas pessoas. Passado por momentos que poderiam ser ditos mágicos, como quando estava sem nada para comer e surgiu aquele sujeito barbudo com uma metade de um prato. Ou quando fugiu de guardas após ele surrupiar o colar de uma jovem princesa, apenas pela aventura, apenas pelo desafio, apenas para olhar nos olhos dela e declarar seu amor… É claro que o colar foi devolvido, mas não me perguntem como pois isso é outra história. Então aquele sujeito ousaria passar pelo portal, ousaria ir além da zona de conforto.

Aquele papo sutil, com detalhes em ilação, instigou a curiosidade daquele jovem louco, que pediu licença a sabedoria daquela mulher. Ela somente o seguiu com o olhar, orgulhosa de ver que uma pessoa havia entendido, que para trespassar o portal, é preciso da sua paciência, porém é preciso ter a coragem de um louco também.

Autor: pericles

Uma pessoa apaixonada por artes em todos seus âmbitos, um artista, um professor, um escritor entusiasta desenhando com letras! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s