4 Contos num só…

Ele estava sentado em um sofá que ficava numa elegante sala de estar. Ela sentava perto, em uma dessas cadeiras estilo Rococó, com um livro nas mãos. Ele puxou um trago e passou para ela. A luz amarelada do abajur deixava o ambiente aconchegante e os dois somente trocavam alguns olhares. Ela continuava sua leitura, ele continuava fumando seu baseado. De vez em quando um comentário ou outro sobre a história que estava lendo. A loucura humana, as regras, as leis, coisas que nos impedem de seguir de uma forma mais leve, sobre uma vida que não entendemos, sobre coisas que fazemos e nem sabemos o motivo. “Esse conto sobre os primeiros homens, aqueles que em teoria começaram a usar o fogo e as armas, seria esse o ponto inicial de toda a merda que vivemos hoje, se não tivéssemos caçado, não teríamos atacado a própria espécie…” Não sabemos de uma verdade, sempre é o que nos contam, é através das histórias que as mensagens são passadas, que as crenças são criadas, que as crianças aprendem sobre morais e ética, e quando adultos perdem o bom senso, perdem a finesse. 

Sara então decidiu que faria uma viagem pelo interior da Bahia, indo para os lados das chapadas. mais precisamente a Diamantina. Pelo caminho fez amizade com um camarada do Chile, seu nome era Juan e vestia uma camisa da seleção de seu país. Trocaram muita ideia sobre as diferenças culturais, ela ficou sabendo da forte economia chilena, e do americanismo que eles agregaram ao seu dia a dia. Esses detalhes Sara também observou que havia em seu próprio país, e percebeu que a diferença está nas pessoas. De onde elas vêm pouco importava, mas como as pessoas levavam suas vidas criando culturas ricas e diferentes.

Foi essa diversidade que fez Fox “Mãos Ligeiras” levar alguns “prêmios” de seus furtos. Deixou para Rato os sacos de ouro e os objetos que valiam um bom dinheiro, porém levou consigo o colar da Princesa Macia, um saco de tecido onde colocou o dente de javali que pegou de um bárbaro e que considerava uma relíquia mágica, dentre outros apetrechos que talvez não tivessem valor monetário. Os quatro novos jogadores não sabiam o que fariam sem “Fox” no jogo. MJ tinha tentado reescrever parte da história mas sentiu-se confuso, com muitos personagens para gerenciar e histórias com muitas minúcias. Precisaria de umas duas semanas segundo pediu a seus amigos para reformular todo o jogo, e traria Fox para a turma de novo.

Ele terminou de fumar e ela continuou lendo o livro para os dois. Era um momento particular e íntimo. Ele gostava de como ela conduzia a história com sua leitura leve, com nuances, fazendo as dramatizações dos personagens, colocando detalhes novos nos ambientes, criando elementos surreais para temperar aquele momento gostoso entre os dois.

Agora Buk estava deitado com a cabeça enfaixada em uma confortável cama de solteiro. Não sabia onde estava, quando acordou abriu os olhos devagar, pois a luz incomodava um tanto. Uma jovem com uma touca na cabeça veio com um pano encharcado de água quente e limpava o rosto de Buk. Não falou nada, e ele também não perguntou nada. Pouco depois entrou um sujeito largo, parecendo um guarda-roupas de tão grande. Tinha um sorriso quando falou “Bom dia pequeno grumete, desculpe o mau jeito mas precisei trazer você para minha humilde casa. Estou a dias te procurando, soube que você também sofreu um ataque das bruxas-sereias”. Ele levantou sua camisa e mostrou a Buk uma cicatriz no mesmo local, na barriga, muito parecida com a que o jovem carregava agora.

Para finalizar aquela noite agradável, ela leu um pedaço de um conto que dizia que Sara havia chegado sem contratempos na área conhecida como Parque Estadual do Jalapão. Um paraíso cravado no meio do Brasil, com o famoso capim dourado enfeitando a paisagem que mesclava cachoeiras cristalinas, dunas enormes e muitos poços de águas limpas e de tom verde-azulado.

Ela deu um beijo leve na testa dele e desejou uma boa noite. Fim por enquanto! =)

Autor: pericles

Uma pessoa apaixonada por artes em todos seus âmbitos, um artista, um professor, um escritor entusiasta desenhando com letras! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s