Tudo é uma coisa só?!

Primeiro conceito, a palavra Fôdas… Minerês diminutivo de Foda-se! Não se importe com o quintal do outro. Não dá tempo pra isso. Já me perguntaram uma vez e eu me lembro de ser do movimento, de ser de dentro da máquina, somente fazendo e tendo essas realizações materiais que trazem a alegria momentânea. Mas caramba, não é isso? Não é para isso, por que se for pra pagar pecados e sofrer, caralho (sim, gírias e palavrões fazem parte do meu ser, sem pregações por favor!); a espécie humana tirou A ou 10, depende de onde vocês estão, o local mais propriamente dito, no entanto conseguimos ferrar tudo. E nem me venham com esse papo de lá na história antiga, em tempos passados, os homens das cavernas “descobriram” o fogo, e mudaram a alimentação, passando a comer carne. Os vegetarianos rolam de ódio com essa afirmação, os carnívoros precisam de uma desculpa forte para seu império não ruir, muitas pessoas aderem todos os dias a uma alimentação mais saudável que não utilize nenhuma carne. Acredito que como predadores que somos agora, não como bichos, mas como seres que se dizem civilizados e racionais (outra mentira, vide guerras e preconceitos mil!) o andar ereto, o pau ereto, na boa, não rola mais. Desde que o ser humano se tornou humano, vários conceitos como “traição” ou “confiável” acompanham as primeiras leis, para que esses homens pudessem manter o machismo, e possuir aquilo que ele colocava como sendo a verdade única que todos no mundo deveriam seguir. Sério isso? Foi tudo inventado? E por que participamos desse grande programão de TV? Será que existem aliens super avançados assistindo suas telas de um material que desconhecemos. Sério! Nada melhor do que assistir a vida dos outros? Vai viver cara. Não têm medo da rua não. Dentro da sua casa te colocavam paranóico, olhe para as janelas dos condomínios, e para onde o olhar deveria captar algo mágico, único, pois somos assim, o que vêem é a tristeza das barras de metal, sejam elas cinzas ou marrons, mas são sempre as barras de metal diminuindo nosso espaço; como matéria dentro de um conceito, e como ser. Não sei se importa algo do tipo “precisa de ser mais do que isso que é”, já com certeza, acredito que necessita ser diferente disso! Diferente aliás não significa melhor, nem pior, nem mesmo competir. É uma escolha dentre tantas mil, algo que concilie aquilo que é uma necessidade sua, e que curiosamente outras pessoas também têm, e assim partilham suas comunidades. Dentro das comunidades é necessário política por que é ela quem vai reger o bom convívio social do tipo, não transe com meu marido, fulaninha! E o outro cara do outro lado, sabe dessa forma que também foi corneado. E está armado uma confusão. Olha a quantidade de assuntos todos misturados, que podemos conversar de uma só vez, por que não está nada na real, separado. Está tudo junto, somos feitos da mesma coisa, o mais incrível, que é a mesma coisa que fez a água e as pedras. Para terminar lhes deixo a pergunta que martela quase todos os dias na minha cabeça, vocês acreditam que ouve um Big Bang?

Autor: pericles

Uma pessoa apaixonada por artes em todos seus âmbitos, um artista, um professor, um escritor entusiasta desenhando com letras! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s